Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores
  • As informações de todos/as autores/as foram preenchidas, incluindo registro ORCID.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, justificar em “Comentários ao Editor”.
  • Pelo menos um dos autores possui título de Doutor e o manuscrito tem, no máximo, cinco autores quando submetido às seções Artigos, Dossiê ou Sociologies in Dialogue.
  • Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF (desde que não ultrapasse os 2MB)
  • O arquivo submetido em forma de artigo deve conter título e resumo (de até 250 palavras) no idioma em que está sendo submetido e em inglês, e até cinco palavras-chave que permitam a adequada indexação do artigo e lista de referências conforme normas ABNT.
  • Todos os endereços de páginas na Internet (URLs), incluídas no texto (Ex.: http://www.ibict.br) estão ativos e prontos para clicar.
  • O texto está em espaço 1,5; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico ao invés de sublinhar (exceto em endereços URL); com figuras e tabelas em arquivo separado, com indicações claras de onde devem ser inseridas ao longo do texto.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na seção Sobre a Revista.
  • A identificação de autoria deste trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo dessa forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos), conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação por Pares Cega.

Diretrizes para Autores

A Revista Brasileira de Sociologia (RBS) aceita trabalhos em Ciências Sociais, preferencialmente em Sociologia, na forma de artigos e de comunicações sobre a Sociologia brasileira e mundial. Os textos deverão ser inéditos, não sendo permitida sua apresentação simultânea em outro periódico, ou, excepcionalmente, reedição de textos clássicos que se enquadrem na seção Futuros Passados e devem refletir a produção acadêmica e científica acerca da realidade brasileira e mundial contemporâneas tratando de questões acadêmicas e de natureza didática. As contribuições podem ser submetidas e publicadas nos idiomas português, espanhol ou inglês.

A política editorial aceita propostas de Dossiês, mediante Editais Públicos. Os artigos submetidos à seção Dossiê devem obedecer aos prazos previstos no Edital.

Artigos podem ser submetidos em qualquer data e em caráter de fluxo contínuo, através do sistema de submissão on-line, na plataforma SEER na revista, obedecendo as regras de submissão em vigor, com indicação da seção da revista a que se destina.

Submissões de manuscritos, para qualificarem-se à avaliação por pares, devem atender aos seguintes critérios:

  1. Para submissões às seções Artigos, Dossiê e Sociologies in Dialogue, pelo menos um dos autores deve possuir título de Doutor. Admitem-se manuscritos com, no máximo, cinco autores.
  2. Para fazer a submissão de manuscritos a qualquer seção da RBS, os autores devem realizar cadastro completo no sistema SEER (http://www.sbsociologia.com.br/rbsociologia/index.php/rbs/user/register), incluindo seu registro no Orcid e minibiografia (informando formação e papel na instituição de filiação), e iniciar o processo dos cinco passos para submissão, seguindo as diretrizes.
  3. O manuscrito deve ser apresentado em formato A4, fonte Times New Roman 12, espaço 1,5, recuo de primeira linha de 1,25 cm e margens superior e esquerda de 3 cm, e inferior e direita de 2 cm.
  4. O arquivo submetido do manuscrito deve estar em formato .doc, .docx ou .rtf, contendo título (de até 20 palavras) e resumo (entre 150 e 250 palavras), no idioma original e em inglês com até cinco palavras-chave que permitam a adequada indexação do artigo e lista de referências conforme normas da American Psychological Association (APA), exemplificadas abaixo. O resumo deve descrever de forma sucinta e clara a que se propõe o trabalho e o que será exposto no texto.
  5. Manuscritos submetidos à seção Futuros Passados devem contar com no máximo 8.000 palavras. Os textos devem oferecer contribuição para o entendimento da história, tendências e futuros possíveis da Sociologia brasileira e mundial, bem como para a compreensão de processos e eventos no Brasil contemporâneo. Se o texto for um artigo, aplica-se a norma estabelecida no item 4).
  6. Manuscritos submetidos às seções Artigos e Dossiê devem contar no mínimo com 5.000 e no máximo 8.000 palavras incluindo resumos e referências.
  7. Manuscritos submetidos à seção Sociologies in Dialogue devem contar no máximo 8.000 palavras incluindo resumo e referências.
  8. O texto deve estar redigido com clareza e correção gramatical e atender aos critérios da escrita científica.
  9. O arquivo submetido com o texto não deve trazer qualquer identificação de autoria, para assegurar o anonimato na avaliação. Autorreferências devem ser excluídas da lista e, no corpo do texto, ser indicadas apenas com a palavra “Autor” e o ano de publicação, p. ex. (Autor, 2019).
  10. Em caso de artigos escritos em coautoria, solicita-se aos autores que especifiquem a participação de cada um na sua versão final, da pesquisa à redação.
  11. Desenhos, gráficos, mapas, tabelas, quadros e fotografias, devem conter título e fonte, e estar numerados. Imagens devem ter resolução de pelo menos 300 dpi. Todos os elementos gráficos devem ser submetidos em arquivo separado (como documento suplementar), com indicações claras de onde devem ser inseridos ao longo do texto.
  12. As notas devem restringir-se ao mínimo possível e, se necessárias, devem ser numeradas consecutivamente dentro do texto e colocadas ao pé da página.
  13. As citações literais curtas (menos de quatro linhas) serão integradas ao parágrafo, entre aspas e seguidas pelo sobrenome do autor referido no texto, ano de publicação e página(s) do texto citado, tudo entre parênteses e separado por vírgulas. Citações de mais de quatro linhas serão destacadas do texto em parágrafo especial, em fonte 11, sem uso de itálico e com recuo de 4  cm a partir da margem esquerda.
  14. Referências ao longo do texto devem utilizar o sistema autor-data, sem caixa alta para o nome de autor. Por exemplo, (Moser, 1985). Todas as obras citadas ao longo do texto devem constar da lista de referências ao final. Obras não citadas não devem fazer parte da lista.
  15. A lista de referências deve seguir a norma, conforme exemplos a seguir:
    1. Livros
      Moser, Anita (1985). A nova submissão: mulheres da zona rural no processo de trabalho industrial. Porto Alegre: EDIPAZ.

      Hobsbawm, Eric & Ranger, Terence O. (orgs.). (1984), A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra.
    2. Capítulo de livro
      Lemos, Carlos A. (1990) O morar em São Paulo no tempo dos italianos. In Luis de Boni (org.). A presença italiana no Brasil (pp. 401-409). Porto Alegre: Escola Superior de Teologia.
    3. Artigo de periódico
      Nogueira, Ronidalva. (1990). Michel Foucault numa breve visita às prisões de Pernambuco. Cadernos de Estudos Sociais, 6 (2), 269-282. doi: 10.1037/h0069930

      Maia, Kaliane F., Gomes, Ramonildes A. & Nunes, Aldo Manoel B., Idiossincrasias do sistema sesmarial no semiárido nordestino: visões, (di)visões e conformações da estrutura agrária e social. Revista Brasileira de Sociologia, 8 (18), 52-82. doi: 10.20336/rbs.553
    4. Teses acadêmicas
      Ramos, Eloisa H. C. L. (1990). O Partido Republicano rio-grandense e o poder local no litoral norte do Rio Grande do Sul – 1882/1895. (Dissertação de Mestrado em História). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.
    5. Verbetes
      Pistone, Sérgio (1986). Bonapartismo. In: Norberto Bobbio, Nicola Matteucci & Gianfranco Pasquino, Dicionário de política (pp. 118-119). Brasília: Ed. da Universidade de Brasília.
    6. Informação ou texto obtido na internet
      Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Conheça o IBICT. Recuperado de: http://www.ibict.br/ibict/frame.htm.

Envio de manuscritos

Os autores devem realizar cadastro no sistema SEER (http://www.sbsociologia.com.br/rbsociologia/index.php/rbs/user/register) e iniciar o processo dos cinco passos para submissão, seguindo as instruções aos autores.

Artigos

Os artigos originais e inéditos são recebidos em fluxo contínuo e devem refletir a produção acadêmica e científica sociológica e participar no debate acerca da realidade brasileira e mundial contemporâneas, tratando de questões acadêmicas e de natureza didática.

Sociologies in Dialogue

A seção recebe o mesmo nome da revista em inglês da SBS, agora incorporada à RBS. Visa disseminar estudos que contenham análise empíricas e teóricas inovadoras pertinentes para o debate acadêmico internacional. Busca promover diálogos transnacionais e dará preferência a textos resultantes de investigação empírica sobre temas e questões fundamentais da sociologia bem como a contribuições ao debate atual sobre a teoria social.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.